terça-feira, 26 de maio de 2009

Marcas brancas

As marcas brancas estão em grande expansão, como refere este artigo do ICEX. En 2007, as marcas brancas no sector da distribuição alcançaram uma quota de mercado de cerca de 40% em paises como o Reino Unido, Alemanha, Bélgica e Suiça e mais de 30% em França, Portugal e Espanha. Na maior feira internacional deste sector que se realiza hoje e amanhã em Amsterdão vão participar 93 empresas espanholas (+ 8 empresas que em 2008). Em 2008, esta feira contou a presença de 3000 expositores, entre os quais 30 pavilhões nacionais.

Agência de Promoção de Investimento da China abre escritório em Budapeste

A China Investment Promotion Agency, entidade responsável pela captação de investimento estrangeiro e pela promoção do investimento chinês no exterior, anunciou que irá abrir em Budapeste, no 2º semestre de 2009, o seu primeiro escritório no exterior, segundo revela o jornal "Budapest Business Journal". As razões adiantadas para a escolha deste localização foram a centralidade húngara no contexto europeu, a existência de ligações aéreas directa entre Budapeste e Pequim, a qualificação da mão-de-obra local e o facto da Hungria ser o único país da região onde o Banco da China já está presente. Estamos a assistir a uma nova fase de relacionamento da China com os PECO -Países da Europa Central e Oriental, depois da ofensiva comercial verificada nos últimos anos, que passa agora pela consolidação e alargamento dos investimentos nestes países. Por outro lado, face à concorrência existente entre Portugal e os PECO ao nivel da captação de IDE (investimento directo estrangeiro) e à crescente relevância da China enquanto emissor de IDE, urge dar especial atenção às estratégias e prioridades das principais empresas chinesas investidoras no estrangeiro.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Luis Amado sobre algumas das prioridades da politica económica externa portuguesa

O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luis Amado, concede hoje uma entrevista ao Diário Económico onde de uma forma esclarecedora faz um conjunto de comentários sobre algumas das prioridades externas da economia portuguesa; modo de funcionamento do sistema português de apoio à internacionalização; competitividade internacional das empresas nacionais; captação de investimento dos fundos soberanos; missões oficiais ao estrangeiro, entre outros.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

SOFID

Numa pesquisa recente na web constatei que a Sofid - Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento - Instituição Financeira de Crédito, S.A., criada em Outubro de 2007, já tinha um web site . Esta instituição faz parte da EDFI - European Development Finance Institutions, desde Fevereiro de 2008, tem como accionistas o Estado (59,99%), um conjunto de bancos - BES, BPI, CGD e BCP/Millennium - e a ELO (Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação) e tem como missão:
" (1) Contribuir para a dinamização dos sectores empresariais dos países menos desenvolvidos;
(2) Apoio às empresas portuguesas nos investimentos em países em desenvolvimento e em países emergentes, consideradas isoladamente ou em parceria com investidores locais, que contribuam para o desenvolvimento sustentado desses países, nomeadamente aqueles que beneficiam da Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD) portuguesa;
(3) Constituir a EDFI (European Development Financial Institution) Portuguesa."
Trata-se de uma entidade que pode ter um papel muito relevante no apoio financeiro à internacionalização das empresas portuguesas para países em vias de desenvolvimento, e nomeadamente para os PALOP. A expectativa é grande em relação à SOFID e muita gente ainda se recorda do papel muito relevante que teve neste âmbito o extinto FCE -Fundo para a Cooperação Económica .

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Exporta'2009 - Congresso da Internacionalização Empresarial


O ICEX - Instituto Espanhol do Comércio Externo, em colaboração com o Governo da Comunidade Autónoma de Aragão, vai organizar em Saragoça, entre os dias 17 e 18 de Junho, mais uma edição do Exporta - Congresso da Internacionalização Empresarial. Trata-se de uma importante iniciativa do sistema espanhol de apoio à internacionalização onde são tratadas e discutidas as problemáticas relacionadas com a abordagem dos mercados externos por parte das empresas do país vizinho.
Uma iniciativa similar, designada por "1º Congresso das Empresas Exportadoras", foi realizada em Portugal, em Outubro de 2005, na Exponor (Porto), pelo ICEP, AEP-Associação Empresarial de Portugal e AIP - Associação Industrial Portuguesa.

Global Investment Promotion Benchmarking'2009

O Grupo Banco Mundial acaba de publicar o "Global Investment Promotion Benchmarking' 2009". Este relatório analisa a forma como as agências governamentais de captação de investimento estrangeiro promovem os seus países junto de investidores estrangeiros e conclui que "... over 70 percent of government investment-promotion intermediaries miss out on investment and job-creating opportunities by failing to provide accurate and timely information to potential investors; ...only 10 out of 181 countries followed up with potential investors to secure projects."
De acordo com este estudo, a Austrian Business Agency é considerada a nº 1 em termos mundiais e são mencionados os progressos efectuados por diversos países de rendimento médio e baixo, e respectivas agências, na captação de investimento estrangeiro, nomeadamente o Brasil, Botswana, Colombia, Lituânia, Turquia, Honduras e Sri Lanka.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Proparco lança revista

A Proparco, filial da Agence Française de Développment que se dedica ao apoio ao sector privado nos países do Sul, e nomeadamente na África Subsaariana, acaba de lançar uma interessante revista denominada "Secteur Privé & Développement". Este primeiro número está excelente reunindo contributos de reputados economistas, como é caso de Paul Collier da Universidade de Oxford.

Crise e diminuição das exportações de gaz limitam influência politica russa na Europa

As exportações de gaz russo para a Europa, efectuadas da companhia estatal Gasprom, diminuiram significativamente no 1º trimestre de 2009, devido à crise económica internacional. Os fornecimentos russos passaram a representar 18% das compras totais de gaz da Europa, quando no periodo homólogo do ano anterior haviam alcançado cerca de 30%. Esta situação poderá vir a limitar a influência politica russa na Europa, e sobretudo nos ex-países comunistas da Europa Central e Oriental, já que o gaz tem vindo a ser regularmente utilizado pela Rússia como arma de arremesso politico, sobretudo no periodo de Inverno.

Angola atrasa pagamentos a empresas portuguesas

A economia Angola começa da resssentir-se da crise internacional, da redução do preço do petróleo e dos seus problemas estruturiais, decorrentes sobretudo da excessiva dependência das receitas da exploração petrolífera e reduzida diversidade produtiva. Uma má noticia para as empresas portuguesas com negócios e interesses em Angola que começam a sofrer alguns atrasos nos pagamentos. Talvez esta situação venha a permitir uma maior ponderação, equilibrio e racionalidade na abordagem do mercado angolano por parte de algumas empresas portuguesas, como refere Carlos Bayan Ferreira, Presidente da Câmara de Comércio e Industria Portugal-Angola.

sábado, 16 de maio de 2009

Espanha promove internacionalização das suas principais escolas de negócios

O Ministério da Industria, Turismo e Comércio de Espanha no âmbito do Programa Made In/Made By Spain direccionado para o mercado dos E.U.A. está a lançar um conjunto de acções com o objectivo de reforçar a cooperação entre escolas de negócios espanholas (IESE, ESADE, IE) e as suas congérenes norte americas (MIT, Babson College, Brown University, entre outras). Para além destas acções de cooperação, algumas das referidas universidades espanholas já se internacionalizaram criando pólos de ensino no exterior e/ou dinamizando cursos de pós-graduação. No caso português, está na hora das universidades portuguesas, em eventual colaboração com outra entidades, iniciarem ou reforçarem a sua aposta na internacionalização sobretudo para países de proximidade linguística e cultural ou para mercados onde já exista uma presença significativa de empresas portuguesas.

Top 100 Most Valuable Global Brands'2009

A Google com um valor total de 100 mil milhões de USD lidera a lista "Brandz Top 100 Most Valuable Global Brands' 2009", elaborada pela empresa Millward Brown Optimor". Seguem-se a Microsoft (76,2 mil milhões de USD) e a Coca-Cola (67,6 mil milhões de USD). Espanha encontra-se bem representada com 4 marcas espanholas no top 100: Santander (38ª), BBVA (55ª), Telefonica (62ª) e Zara (76ª). Veja o estudo neste web site.

EIU - The World's Most Innovative Countries'2009


O EIU - Economist Intelligence Unit, em colaboração com a Cisco, acaba de lançar o estudo "The World's most innovative countries'2009". O Japão e a Suiça continuam a liderar esta classificação que compara os esforços na área da inovação desenvolvidos por 82 países. Portugal está classificado na 32ª posição. Veja aqui o estudo.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

BERD lança Blogue

O BERD - Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento acaba de lançar um blogue. Para já este blogue conta com as contribuições do economista-chefe, E. Berglof, e de 3 outros quadros desta entidade multilateral de financimento da qual Portugal é um dos accionistas. O ex-Ministro João Cravinho é actualmente o representante (Alternate Director) português no Conselho de Administração do BERD.

Polónia: Cinco anos depois da adesão à União Europeia


Durante o corrente mês de Maio, celebram-se 5 anos sobre o penúltimo alargargamento da União Europeia que envolveu 10 países, 8 dos quais da Europa Central e Oriental. O jornal polaco em lingua inglesa, Warsaw Business Journal, faz uma análise muito interessante da evolução da Polónia nestes últimos 5 anos na Polónia, chamando a atenção para alguns dos resultados alcançados com a adesão deste país à União Europeia. Numa sondagem realizada em finais de Abril pela empresa GFK Polonia, cerca de 77% da população polaca apoia a participação do país na União Europeia.

Primeiro Post

Este é o primeiro post do meu novo blogue. Irá abordar, e dar a conhecer, a todos quantos considerem minimamente interessante sabê-la, a minha perspectiva sobre factos que de algum modo se liguem à minha actividade nas áreas do marketing internacional, das estratégias de internacionalização das empresas e da economia internacional. Obviamente que as opiniões expressas neste blogue são da exclusiva responsabilidade do autor e não reflectem necessariamente as posições das entidades/organismos a que poderei estar ligado. Muito obrigado e boas leituras.